Tratamentos | 27, Nov de 2020

Detoxificação Biológica | Detox

Escrito por Rafael Nunes

A técnica terapêutica de detox visa a remoção de toxinas presentes no fígado, rins e cérebro, principalmente. Desde o início da primeira revolução industrial (1760), a poluição ambiental foi intensificando-se cada vez mais. O genoma humano, durante os anos de evolução, acostumou-se a defender-se de infecções, mas muito pouco desenvolveu mecanismos que o defendam contra a poluição. Segundo o Ministério da Saúde, o ar brasileiro está contaminado por Chumbo (Pb); além disso, há evidências de que boa parte das águas brasileiras, inclusive o pantanal, está contaminada por Mercúrio (Hg): Pb e Hg representam apenas duas das muitas toxinas exógenas (provenientes do ambiente de convívio).

Especificamente em quadros depressivos, Hg representa um problema enorme, pois, altera o metabolismo do triptofano, aminoácido importante para a formação de neurotransmissores necessários para o bem-estar emocional.

As toxinas endógenas são produto de reações do próprio metabolismo, e sua concentração sofre aumento quando há a presença de desequilíbrios bioquímicos. Por exemplo, no organismo das pessoas que convivem com o estado diabético, há forte produção da toxina Metilglioxal, que, em estudos, provou-se induzir comportamentos depressivos em cérebros de ratos. 


É SUCO DETOX?

Os sucos detox tornara-se tendência nos últimos anos, mas sua capacidade de remover toxinas é pouca em relação à destoxificação biológica. Isto se dá principalmente pelo fato das frutas e verduras comumente utilizadas terem ação principal apenas na eliminação de toxinas, mas pouca na remoção delas de dentro dos órgãos.


COMO FAZER DETOX:

Existem variadas maneiras de se fazer detox eficiente, sendo a fitoterapia uma das mais simples, isto é: o uso de determinadas tinturas de plantas medicinais em concentrações e dosagens adequadas. Neste caso, o paciente tomará a tintura diluída em água, pela quantidade de dias determinada pelo terapeuta.


QUALQUER UM PODE FAZER DETOX?

Ainda que uma toxina possa ser removida dos órgãos, o corpo necessitará de alguns nutrientes e fitoquímicos para fazer a eliminação. O terapeuta deve conhecer o processo a fundo, pois, caso não ocorra estimulação sincronizada do Citocromo P450, da Glicoproteína P, e do fator de transcrição Nrf2, as toxinas se acumularão e poderão causar sérios desequilíbrios bioquímicos.


OS BENEFÍCIOS DE DETOX:

Em razão da forte poluição a que todos estão inseridos, especialmente os habitantes de áreas urbanas, é improvável que o paciente não note nenhum efeito benéfico em sua saúde. Alguns dos benefícios gerais podem ser listados: